O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Bairro na Região Serrana do Rio é disputado por quatro prefeituras

Bairro na Região Serrana do Rio é disputado por quatro prefeituras

Quando a cabeleireira Vera Lúcia Medeiros faz uma selfie na janela de sua casa, aparece o nome de Sapucaia, cidade da Região Serrana. Se a foto for feita no salão de beleza, que fica bem ao lado, ela está em São José do Vale do Rio Preto. Vera vive na localidade de Volta do Pião, também chamada de Vila do Pião, fatiada entre quatro municípios fluminenses e disputada por três deles, que apresentam mapas e argumentos. Nem o cemitério público escapa do conflito. No meio do imbróglio, ficam os moradores. Alguns chegam a receber guias de IPTU de duas cidades. Mas, se sobra cobrança de impostos, faltam serviços públicos. Há quem tenha que capinar a rua onde mora, porque a prefeitura não faz a limpeza.

O debate esquentou, agora, por conta de um projeto de lei apresentado pelo deputado Marcus Vinícius (PTB), com pedido de urgência, incorporando o Pião a Sapucaia. O prefeito de São José, Gilberto Esteves, diz que não abre mão do que considera seu, e vai à Justiça se for preciso. Teresópolis é lacônica, mas assegura que não apenas um pedaço, mas a Vila, pertence ao município. Enquanto isso, o prefeito Breno José de Souza Junqueira alega que há mais de cem anos o Peão é de Sapucaia. Só Sumidouro promete não criar caso.

— Temos um pedaço pequeno atrás de uma igreja, logo na descida da serra. Lá, têm apenas residências — explica Álvaro Cardoso, secretário de Administração de Sumidouro.

Cortada pela BR-116, a Vila do Pião fica entre os quilômetros 36 e 41 da rodovia, e tem como principal atividade o cultivo de hortaliças. Possui pelo menos seis mil moradores — na cidade falam no dobro — e quase três mil eleitores.

Fonte: Jornal Extra

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais