O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.
lateral-160×200
lateral-160×200

Friburgo tem o maior número de Reservas Ecológicas Particulares do estado

Friburgo tem o maior número de Reservas Ecológicas Particulares do estado

O Governo do Estado do Rio de Janeiro divulgou dados atualizados sobre áreas de conservação no território fluminense. Segundo o Estado, Nova Friburgo é recordista em números de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), reconhecidas pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). De acordo com o órgão, são 17 reservas na cidade, totalizando uma área de 496,04 hectares de Mata Atlântica preservada.

As RPPNs são unidades de conservação de proteção integral criadas em propriedade privada, estratégicas para a conservação do bioma, cujas atividades permitidas são educação ambiental, turismo e pesquisa científica. Esses paraísos naturais preservados estão avançando pelo estado do Rio graças à ação de proprietários de terras na preservação da Mata Atlântica e sua diversidade.

Reservas particulares no interior

Os municípios de Silva Jardim, na Baixada Litorânea; Varre-Sai, no Noroeste Fluminense; Santa Maria Madalena e Teresópolis, na Região Serrana, são os outros que abrigam um expressivo número de RPPNs reconhecidas pelo órgão ambiental estadual.

Silva Jardim conta com dez reservas que totalizam 213,17 hectares; Varre-Sai com oito reservas que somam 125,6 hectares de área protegidas; Santa Maria Madalena com sete reservas, abrangendo 127,7 hectares; e Teresópolis com sete reservas que englobam 92,12 hectares de área de Mata Atlântica.

Em todo Brasil, existem mais de 1.600 RPPNs que preservam mais de 800 mil hectares de áreas naturais no país, conforme os dados divulgados pelo Painel da Confederação Nacional de RPPNs. A maioria delas, cerca de 1.200, está na Mata Atlântica.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais