Romeiros participam de missa em louvor a São Sebastião em Cantagalo

Romeiros participam de missa em louvor a São Sebastião em Cantagalo

Nesse ano, a tradicional Romaria Montada de Barra Mansa e a festa em louvor a São Sebastião não puderam ser realizadas no distrito de São Sebastião do Paraíba, em Cantagalo, devido a pandemia do coronavírus.

Tradição no 4º distrito, que costuma fazer uma linda festa ornamentada e animada nesse período, a cerimônia em louvor a São Sebastião foi mais simples nesse ano, com a realização de duas missas com número limitado de fiéis e uma simbólica queima de fogos.

sao sebastiao 1

Três romeiros – Mezenga, Adriano e Vanckley – chegaram de modo diferente em missão de fé. Eles foram de carro e celebraram a missa com fieis de São Sebastião do Paraíba, representando a Romaria de Barra Mansa. A vice-prefeita do município, Emanuela Teixeira, acompanhou as cerimônias simbólicas.

“Se Deus quiser no próximo ano estaremos juntos na Festa de São Sebastião e a espera da tradicional Romaria Montada de Barra Mansa. Não poderíamos deixar passar em branco, por isso duas missas foram celebradas pelo Padre Pablo com a presença de três romeiros, em louvor a São Sebastião, e houve queima de fogos” – disse a vice-prefeita de Cantagalo.

Romaria Montada de São Sebastião

A Romaria Montada de São Sebastião sai todos os anos de Barra Mansa – no Sul Fluminense – rumo ao distrito de São Sebastião do Paraíba, em Cantagalo – na Região Serrana do Rio. Durante o trajeto de dez dias, os romeiros percorrem 400 km num trajeto que envolve emoções, devoção e muita fé.

Festa em Louvor a São Sebastião

 

O percurso da cavalgada é planejado de forma que chegue ao seu destino no dia 20 de janeiro, dia do santo padroeiro de Barra Mansa e igualmente do distrito de São Sebastião do Paraíba. A iniciativa da cavalgada partiu de Carlos Elias dos Santos Curty e de José Rosa. O intuito era de celebrar em sua cidade natal a memória de seus antepassados, todos suíços que emigraram para o Brasil no início do século 19.

O percurso da cavalgada é planejado de forma que chegue ao seu destino no dia 20 de janeiro, pois é o dia do santo padroeiro. Precede a romaria a celebração de uma missa na igreja de Santa Cruz. A jornada leva em média dez dias, iniciando-se no dia 10 de janeiro, na alvorada, às 6h.

Durante o percurso, à noite, faz-se novenas nas pousadas e após a reza é aberto um debate sobre a romaria e a memória familiar. Mas devido ao forte calor do mês de janeiro, a marcha é iniciada sempre às 5h da madrugada. No caminho, avistam-se montanhas, rios, passa-se por inúmeras fazendas históricas e localidades ribeirinhas, uma verdadeira aventura cavalgando às margens do Rio Paraíba do Sul.

Na chegada a São Sebastião do Paraíba, os romeiros são recebidos com muita festa pela população local, visto ser o dia do padroeiro do distrito. Enfim, a romaria montada de São Sebastião precisou ser interrompida neste ano devido a pandemia do coronavírus, mas é realizada há 25 anos.

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.