Há 50 anos, começava a produção de cimento em Cantagalo

Há 50 anos, começava a produção de cimento em Cantagalo

No dia 02 de outubro de 1968, foi lançada a pedra fundamental da primeira indústria de cimento na região: a Fábrica de Cimento Alvorada, pelo empresário industrial Severino Pereira da Silva, dono e fundador do Grupo Paraíso.

Desde 1960, as terras cantagalenses foram alvo de pesquisas de seu potencial do calcário. O engenheiro civil Penalva Santos realizou sondagens na Fazenda Val de Palmas, que estavam a cargo da empresa Tecnosolo, empresa especializada na atividade. As empresas Polysius, Montreal Construtora Engenharia e a Companhia de Cimento Portland Paraíso (CCPP) realizaram conjuntamente o projeto de execução e implantação da fábrica Alvorada na região.

A Fábrica Alvorada foi a pioneira na região Centro Norte, iniciando suas atividades no dia 28 de novembro de 1970, com uma produção de 3.002.100 sacos de cimento no período de 01 de janeiro a 30 de setembro de 1971.

O pecuarista, ex-prefeito de Cantagalo e ex-secretário de Agricultura do Estado, João Carlos Burguês de Abreu, foi o grande desbravador da exploração de calcário na região. Ele concedeu isenções municipais para a instalação da indústria cimenteira, intercedendo junto aos governos federal e estadual para que o Polo Cimenteiro de Cantagalo saísse do papel.

fabrica 1
Uma reunião entre o empresário Severino Pereira da Silva e o engenheiro civil Penalva Santos com o então prefeito de Cantagalo, João Carlos Burguês de Abreu, o ex-vereador e ex-prefeito Antonio Carlos Gonçalves (Tontal) e o vice-prefeito Djalma Coube com os planos da implantação da fábrica de cimento Alvorada

Na inauguração da Fábrica Alvorada, em novembro de 1970, compareceram, além do prefeito de Cantagalo: João Carlos Burguês de Abreu, que na época era secretário de Estado; o prefeito de Cantagalo, Antonio Carlos Gonçalves (Tontal); o prefeito de Cordeiro, Wagner Vieitas; o prefeito eleito de Cordeiro, José Carlos Boaretto; o presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Cantagalo, Antonio Rocha e Silva Júnior; além dos representantes do Grupo Paraíso, o empresário Severino Pereira da Silva (presidente da Alvorada) e Carlos Alberto Moura Pereira da Silva (vice-presidente da Alvorada).

O pároco de Cantagalo, Cônego Crescêncio Lanciotti, fez a benção da inauguração e, usou da palavra, agradecendo o empresário Severino Pereira da Silva: “Pernambuco nos deu esta figura que sabe unir simpatia e intrepidez e o arrojo da figura pernambucana de origem e cantagalense de coração, comendador Severino Pereira da Silva”, afirmou.

Durante estes 50 anos na região, a fábrica Alvorada já mudou de dono três vezes. Depois do Grupo Paraíso, a empresa pertenceu ao Grupo Holdebank (Holcim), e depois à CRH Cimentos. Neste ano, a fábrica, juntamente com mais cinco unidades no país, está sendo negociada para a joint venture BCPAR, formada pelo grupo italiano Buzzi Unicem e o brasileiro Brenannd.

fabrica 2
O ex-secretário de Estado e ex-prefeito de Cantagalo, João Carlos Burguês de Abreu (em pé) com o ex-vereador e ex-prefeito, Antonio Carlos Gonçalves (Tontal)
Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.