Parque do Desengano pode se tornar 1º Dark Sky Park da América Latina

Parque do Desengano pode se tornar 1º Dark Sky Park da América Latina

O Parque Estadual do Desengano está em processo de se tornar o primeiro “Dark Sky Park” (Parque para observação das estrelas) da América Latina credenciado pela NASA (National Aeronautics and Space Administration). O motivo é bem simples, ausência total de luz artificial dentro dos limites da unidade. O resultado são observações surpreendentes e fotos incríveis, como a de capa, tirada pelo guarda-parque Samir Mansur, na Pedra do Desengano.

Dark Sky Park

Uma reserva DSP, também conhecida como reserva de céu escuro, é uma área que possui uma qualidade excepcional ou distinta de noites estreladas e um ambiente noturno que é especificamente protegido por seu patrimônio científico, natural, educacional, cultural e/ou prazer público. A terra pode ser de propriedade pública, ou de propriedade privada, desde que o proprietário do proprietário consentir com o direito de acesso público permanente e contínuo a áreas específicas. Pois o propósito de uma preservação do céu escuro é geralmente promover a astronomia.

Parque do Desengano

Localizado no Norte do Estado, o Parque Estadual do Desengano (PED) abrange parte dos municípios de Santa Maria Madalena, São Fidélis e Campos dos Goytacazes. A Pedra do Desengano é seu principal atrativo e ponto culminante, com 1.761 metros de altitude. Além da grande relevância ecológica dessa unidade de conservação, uma rica biodiversidade, notória cultura no seu entorno e a diversidade de seus atrativos naturais possibilitam a recreação e o turismo ecológico.

A Serra do Desengano, localizada no Noroeste Fluminense, inspirou a criação do primeiro parque estadual do Rio de Janeiro, em 1970. O seu nome vem justamente do nome de sua maior elevação, a Pedra do Desengano, que possui 1.761 metros de altitude.

Este é o último grande remanescente contínuo da Mata Atlântica. O parque estadual abriga paisagens serranas apenas conhecidas para montanhistas experientes. É uma das melhores áreas de observação de aves do estado do Rio, pois está localizada entre o limite norte a sul da Mata Atlântica. Das 176 espécies de mamíferos encontradas no Estado do Rio, 33 foram identificadas na área do parque, 16 destas ameaçadas de extinção.

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.