Fábrica sem licença sanitária é fechada em Carmo com 10 mil rótulos falsificados

Fábrica sem licença sanitária é fechada em Carmo com 10 mil rótulos falsificados

Uma fábrica de produtos de origem animal em Carmo, na Região Serrana do Rio, foi flagrada com cerca de 10 mil rótulos falsificados e sem licença sanitária. A “Operação Caseiros” foi realizada nesta quinta-feira (25/06), após denúncia anônima, por fiscais do Serviço de Inspeção Estadual SIE/RJ, vinculados à secretaria estadual de Agricultura, com o apoio da Polícia Militar.

As condições de higiene e de preparo dos alimentos no local também foram consideradas “péssimas” pela fiscalização.

“Foram identificadas, ainda, condições péssimas higienicossanitárias e estruturais das instalações onde eram manipulados os produtos, evidenciando o risco do consumo dos alimentos ali produzidos”.

Além dos rótulos adulterados, na operação foram apreendidos e destruídos todos os produtos impróprios para o consumo, que totalizaram 42 kg de queijo minas frescal; 105 kg de manteiga; 750 kg de queijo meia cura; 40 kg de linguiça de porco e 25 kg de banha de porco. Após serem destruídos, os itens foram encaminhados para o aterro sanitário municipal.

Segundo o Coordenador do SIE-RJ, André Sampaio, a ação foi registrada na Delegacia de Polícia. Os responsáveis podem responder criminalmente por crimes contra a saúde pública, evasão fiscal, sistema financeiro e falsificação ideológica.

A operação foi chamada de “Caseiros” em referência a produtos agropecuários produzidos sem nenhum controle higienicossanitário e licença correspondente, conforme explica o a SIE.