Professora Sônia Sóta, diagnosticada com Covid-19, morre em São Fidélis

Professora Sônia Sóta, diagnosticada com Covid-19, morre em São Fidélis

Morreu nesta quinta-feira (14/05) a professora, diretora teatral e produtora cultural Sônia Regina Sóta Quintãn, sexta vítima da Covid-19 no município de São Fidélis. Sônia, que era membro da Academia Fidelense de Letras (AFL), estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Armando Vidal. No entanto, o óbito será registrado pela Secretaria de Saúde no boletim desta sexta (15). Ela deixa marido e duas filhas.

Sônia Sóta lecionava língua portuguesa e artes no Colégio Estadual de São Fidélis (Cesf), onde também foi coordenadora pedagógica e durante muitos anos esteve à frente do Grupo Teatral Máscaras. Entre os espetáculos por ela dirigidos está “A Fantástica Fábrica de Natal”, tradicionalmente apresentado aos finais de ano no auditório do Cesf. Pois à frente do grupo, também organizou saraus e o Bloco Bal Masqué, este com objetivo de relembrar os antigos Carnavais nas ruas do Centro fidelense. Além da AFL, também integrou a Associação Zona Cultural Fidelense.

Homenagens

O Colégio Estadual publicou uma nota lamentando a morte da professora. “O CESF comunica com uma profunda tristeza, o falecimento da professora Sônia Sóta. Nossa saudade será enorme, pois você foi uma grande parceira e amiga de nossa escola. Que Deus esteja fortalecendo suas filhas Bárbara e Bianca, seu marido Rogério e todos os seus familiares nesse momento de dor”.

O sobrinho de Sônia, o futebolista Almir Sóta, ex-Goytacaz, homenageou a tia em publicação no Facebook. “Vai ser muito difícil sem você aqui, sem poder te ver, abraçar, dar um beijo, sem comer o meu bolo de cenoura ‘a qual’ você sempre preparava quando ficava sabendo que eu estava chegando de viagem pelas nossas reuniões no Natal, Réveillon e todas outras datas comemorativas”, escreveu pois o atleta. “Vou me lembrar de você para sempre, com esse sorriso no rosto. Sei que Deus está de braços abertos te esperando”, pontuou.

Fonte: Folha 1

Veja também: