São Fidélis: Rapaz morre no hospital e laudo aponta notificação de Covid-19

Rapaz de 19 anos morre em São Fidélis e laudo aponta notificação de Covid-19

Israel Rezende Amaral Soares, morador da Chatuba, de 19 anos faleceu neste sábado (4/04) no Hospital Armando Vidal, em São Fidélis, cujo laudo diz choque séptico, empiema pleural, pneumonia bacteriana e notificação para Covid-19 e asma. A repórter Nelzimar Lacerda conversou com familiares do rapaz por telefone.

Segundo uma pessoa da família, o rapaz estava há duas semanas com um problema dentário por conta do dente siso que estava nascendo e apresentou fortes dores e levou o rapaz ao quadro de uma infecção o que acabou levando-o a passar por exames de ultrassom visto ainda que se encontrava com dores no estômago também. Sendo assim, chegou a passar pela emergência com uso de Buscopan e liberado para casa.

A família conta que seu quadro não melhorou e teve que retornar para a unidade hospitalar devido às fortes dores e com a face super inchada. Daí ficou internado e como o quadro clínico era considerado grave e assim então foi para a UTI, onde permaneceu até vir a óbito neste sábado. Ao questionar da unidade hospitalar sobre o porquê de apontar o laudo para Covid-19, segundo a tia, a resposta dada pela pessoa que a atendeu foi porque o quadro clinico passou a apresentar sintomas do Covid-19, como a asma e que teria que mesmo assim constar no laudo a notificação.

O que deixou a família revoltada foi a situação do laudo que, segundo os familiares, em hipótese alguma condiz com os sintomas os quais do rapaz estaria sentindo há alguns dias, isto é, ele estava com problemas de infecção dentária e cuja família pediu até que um dentista fosse avaliar a situação do dente para ver o que poderia fazer, mas segundo informações, o dentista disse que não poderia mexer no dente porque estaria muito inflamado e que teria que aguardar após uso de antibióticos.

A família informou que o caso terá seus desdobramentos a partir de segunda-feira quando será levado ao MP pelo advogado da família que pretende exigir todas as informações com total veracidade dos fatos ocorridos – visto segundo os familiares, mesmo se o rapaz tivesse falecido em decorrência do Covid-19, teria que haver resultado confirmado do exame pelo Lacen, assim como avisar a família para então seguir o protocolo que tem quer seguido, pois pelo sim e pelo não, agora todas as pessoas que tiveram contato com ele teriam que estar em isolamento social e quarentena.

O sepultamento de Israel ocorreu neste domingo seguindo protocolo como manda em casos de Covid-19 sem a presença de pessoas, já que o laudo constou Covid-19.

Direção do Hospital

A direção do Hospital Armando Vidal gravou um vídeo prestando neste domingo (6/04) prestando esclarecimentos sobre o fato. No vídeo publicado, o diretor Filipe Mocaiber informou que toda a conduta dentro do hospital tem que ser pautada e respaldada em procedimentos técnicos e em estudos científicos; disse ainda que a unidade tem muita preocupação na forma que conduz os pacientes. Já o médico Alexandre Aguiar, chefe do setor de CTI, explicou que o caso se tratava de um paciente jovem com uma evolução incomum de um quadro de insuficiência respiratória, que inicialmente teve abordagem como doença bacteriana, com uso de antibiótico.

Ainda de acordo com o médico, eles se sentiram obrigados a investigar várias possíveis causas dentro de um contexto de uma doença que evolui de uma forma muito grave e de maneira incomum no jovem. “Dentre elas, foi feita a notificação pro Covid-19 que como todos sabem é uma condição que o mundo vivencia, em relação a doenças que levam a infecções do pulmão. Ela é uma das doenças que acometem o pulmão e em vista dessa condição atual foi necessária uma notificação desse quadro atípico” – disse.

Direção do Hospital Armando Vidal esclarece sobre o caso suspeito de COVID 19 que foi a Óbito no dia 04 de abril.

Posted by Hospital Armando Vidal on Sunday, April 5, 2020

Por Nelzimar Lacerda

Veja também: