RJ-160 entre Cantagalo a Carmo poderá ter pedágio e custar R$ 4,41

Concessão de rodovias: Pedágios devem ser instalados em Pádua, Bom Jesus e Cantagalo

De acordo com o cronograma previsto para a concessão das rodovias que cortam a região, há a previsão de instalar quatro praças de pedágio nos municípios de Bom Jesus do Itabapoana (km 91+450), Santo Antônio de Pádua (km 11+890), Cantagalo (km 21+130) e em Guapimirim (km 11+500).

As novas concessões de rodovias no Rio de Janeiro seguem neste ano com a realização de audiências públicas. Após os dois encontros em Bom Jesus de Itabapoana e Santo Antônio de Pádua, as autoridades e moradores de Cantagalo, puderam participar da audiência pública realizada no dia 14 de janeiro, na Câmara Municipal.

A iniciativa das audiências públicas é do governo do estado, por meio da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais. Pois o objetivo é colher sugestões e prestar esclarecimentos de dúvidas relacionadas aos projetos e documentos de concessão do trecho, além de apresentar o resultado do estudos feitos pelas concessões.

O estudo aponta ainda uma tarifa base de R$ 4,41 para as quatro praças. Mas o Eixo Noroeste contempla uma extensão de 195,55 km e abrange trechos das rodovias estaduais RJ-122, RJ-158, RJ-160 e RJ-186.

Os lotes de concessão foram divididos em três grupos, com aproximadamente 200 quilômetros, que incluem diferentes regiões do Rio de Janeiro. Entre eles, estão a RJ-122, o trecho a ser concedido tem início no entroncamento com a rodovia BR-116 (Rio-Teresópolis), e fim no entroncamento com a rodovia BR-116, extensão de 35,2 quilômetros; a RJ-158, no entroncamento com a rodovia BR-393 até o entroncamento com a RJ-160, com extensão de sete quilômetros; a RJ-160, no trecho do entroncamento com a RJ-158 com a RJ-116, numa extensão de 51,6 quilômetros; e RJ-186, no trecho da divisa com MG e divisa com ES, numa extensão de 101,75 quilômetros.

De acordo com o processo, o trecho rodoviário em questão passa pelos municípios de Guapimirim; Cachoeiras de Macacu; Carmo; Cantagalo; Cordeiro; Bom Jesus de Itabapoana; Itaperuna; São João de Ubá e Santo Antônio de Pádua. O Lote 1 demandará investimentos de mais de R$ 1 bilhão.

O edital foi publicado no dia 11 de abril de 2018 com o objetivo de elaborar estudos técnicos para a implementação de concessão das rodovias estaduais. Em agosto de 2019, o levantamento foi concluído pela empresa autorizada a realizá-los.

Durante a reunião realizada em Cantagalo, os técnicos do Governo do Estado explicaram o projeto detalhadamente, e aonde poderia ser instalado a praça de pedágio na RJ-160 entre Cantagalo e Carmo. A primeira ideia seria num trecho próximo a entrada do Hotel Fazenda Gamela, mas depois da discussão, ficou acertado que a praça poderá ser instalada próximo ao distrito de Santa Rita da Floresta, na divisa entre os municípios de Cantagalo e Carmo.

O advogado Elias Ramos Barbas, que já presidiu a Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Cantagalo (Aciacan), e tem residência nesta região de Santa Rita da Floresta, foi muito contundente. “Os moradores de Santa Rita da Floresta terão que pagar pedágio na RJ-160 para vir a Cantagalo. O comércio irá perder muito com isso. Outra coisa, a liminar que o juiz de Cantagalo concedeu não está sendo cumprida, pois o asfalto está paralisado desde o final do ano passado”, afirmou.

Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.