Faltam detalhes para o trem turístico Rio-Minas começar a funcionar

Faltam detalhes para o trem turístico Rio-Minas começar a funcionar

O transporte ferroviário foi um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento do Brasil. Mas esquecido há décadas, esse tipo de locomoção tem tudo para ser um dos principais atrativos turísticos de Três Rios. Tudo por conta do trem Rio-Minas, que ligará o município fluminense à cidade de Cataguases, no estado de Minas Gerais.

Prevista para ser inaugurada no ano que vem, a rota deverá atrair para a cidade cerca de 800 turistas a cada fim de semana. Para receber os visitantes a histórica estação de Três Rios, antes demolida, está sendo reconstruída no mesmo padrão colonial de antigamente. As obras estão avançadas e devem ficar prontas já em 2020.

O trajeto tem 168 quilômetros de distância e vai interligar oito municípios, sendo dois no Rio de Janeiro e outros seis em Minas Gerais. O trajeto completo começa em Três Rios, passa por Chiador, Sapucaia, Além Paraíba, Volta Grande, Recreio, Leopoldina e termina em Cataguases.

Obras acontecendo

A inauguração da linha turística, mas que no futuro também poderá servir para o transporte de mercadorias e matéria prima, como antecipou o próprio prefeito Josimar Salles, ainda não aconteceu por conta de obras na linha férrea. Portanto, neste primeiro momento, segundo a prefeitura, o objetivo é a recuperação de todo o sistema ferroviário para proporcionar segurança e conforto aos passageiros.

Apesar de não ter previsão de estréia, o trem Rio-Minas deverá entrar em funcionamento também em 2020. Ainda não há informações sobre o custo da passagem. A ONG Amigos do Trem está à frente do projeto.

Os passeios serão realizados aos sábados, domingos e feriados, e terão 6 horas de duração. Os trens poderão transportar até 850 passageiros por dia. As composições vão sair, simultaneamente, de Três Rios e Cataguases. Os usuários poderão fazer o trajeto completo de ida e volta ou retornar para a origem trocando de trem na metade do caminho.