Guarda Mirim é espancado e morto com um tiro na cabeça em Macaé

Adolescente membro da Guarda Mirim morre após ser espancado em Macaé

Um adolescente de 16 anos foi espancado e, em seguida morto com um tiro na cabeça, na madrugada deste domingo (13/10), em Macaé. Pedro Borghi do Espírito Santo, de 16 anos, foi localizado desacordado pela Polícia Militar (PM), na Linha Vermelha, próximo ao Parque da Cidade.

Segundo a Polícia Militar, a agressão ocorreu no bairro Novo Horizonte e Pedro Borghi foi socorrido e encaminhado para o Hospital Público de Macaé (HPM), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo de Pedro foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade. De acordo com o IML, o jovem foi sepultado nesta segunda-feira (14) no Cemitério Memorial de Macaé.

Segundo o laudo da necropsia, a causa da morte foi um traumatismo craniano. Segundo a Polícia Civil, foi instaurado inquérito na 123ª Delegacia de Polícia para apurar as circunstâncias da morte do adolescente e diligências estão em andamento para esclarecer o caso.

Em nota, a Guarda Mirim, lamentou a morte de Pedro e informou que ele cumpria com todas as atividades desenvolvidas pelo programa com disciplina e respeito aos colegas e público que possuía contato.

A nota diz ainda que a Coordenadoria Geral de Programas Sociais está prestando o auxílio necessário a família neste momento de dor.

O programa Guarda Mirim atente a 80 adolescente, entre meninos e meninas de 14 e 17 anos, matriculados na rede pública de ensino com o objetivo de evitar a evasão escolar e encaminhar os jovens para o mercado de trabalho.

Fonte: G1