São Fidélis: Moradores pretendem ingressar ação na justiça contra CEDAE

São Fidélis: Moradores pretendem ingressar ação na justiça contra CEDAEcedae
Moradores de São Fidélis, no Norte Fluminense, estão se organizando para possivelmente ingressar ação na justiça contra a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (CEDAE). São inúmeras as reclamações e indignações por parte de diversos moradores da cidade que, diariamente, reclamam da falta de água em suas residências e a cobrança por estimativa, mesmo sem o abastecimento.
 
Uma moradora – que preferiu não permitir sua identificação – disse que recebeu uma cobrança a vencer no dia 26/06/19 com um valor estimativo de consumo, mas que por diversos dias ficou sem água na torneira, o que se torna ilegal, segundo ela. 
 
Segundo informações, há tempo que vários moradores ameaçam ingressar na justiça contra as cobranças antecipadas por estimativas de consumo, além da falta da falta de água e suspensões do abastecimento que muitos moradores dizem não valer de nada porque as melhorias e investimentos no sistema não acontecem.
 
“Todos já estão cansados por esperarem por melhorias que não acontecem. Entretanto, o que há mesmo de concreto é somente a conta cada vez mais alto o valor – sem que os moradores tenham água em suas casas”, desabafou outra moradora. 
 
Constituída oficialmente em 1º de agosto de 1975, a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE) é oriunda da fusão da Empresa de Águas do Estado da Guanabara (CEDAG), da Empresa de Saneamento da Guanabara (ESAG) e da Companhia de Saneamento do Estado do Rio de Janeiro (SANERJ).
 
Apesar de ser considerada uma empresa superavitária para os cofres do governo estadual, mas, em contrapartida, a empresa em algumas cidades, como, por exemplo, a CEDAE de São Fidélis, continua sem investimentos para melhorias no seu sistema cujas tubulações ainda são da década de 50, quando ainda a cidade estaria em seu crescimento urbano.
 
Ainda, vale destacar que a CEDAE é considerada uma das empresas do governo do estado que paga excelentes salários a servidores, de modo ainda não abre concurso público há anos. A empresa também esteve na mira da privatização, porém o atual governo ainda não decidiu pela autorização concedida pela ALERJ na gestão passada para que fosse privatizada.
 
Outras notícias de São Fidélis
Serra News

Serra News

O melhor portal de notícias da Região Serrana do Rio de Janeiro.