O portal de notícias que mais cresce na serra carioca.

Municípios da Região dos Lagos confirmam festas de Réveillon

Municípios da Região dos Lagos do Rio de Janeiro – que são destinos tradicionais de turistas no fim de ano – já anunciaram a realização de festas de Réveillon, com shows e queimas de fogos, para celebrar a chegada de 2022. Na contramão das cidades do Rio, Cabo Frio e Armação dos Búzios, outras cidades decidiram não promover eventos de Ano Novo ou ainda aguardam a evolução da pandemia de Covid-19 para definir se terão ou não celebrações.

A Prefeitura de Cabo Frio confirmou três palcos para a comemoração do Réveillon. As apresentações de artistas locais vão ser realizadas em Jardim Esperança e em Tamoios. Estabelecimentos comerciais também vão ter permissão para realizar festas particulares. O município reforça, no entanto, que a programação está condicionada à situação da pandemia. Ainda não há intenção de limitar o número de pessoas nas praias, mas em caso de aumento do número de contaminados, medidas mais restritivas podem ser tomadas. Não haverá a tradicional queima de fogos.

Em Búzios, não haverá exigência de passaporte da vacina para participar dos eventos. A fiscalização deverá ser feita pelos estabelecimentos e órgãos da cidade, para evitar excessos e conscientizar os turistas de suas responsabilidades. A cidade está em fase de organização para a realização de eventos para a retomada turística e econômica, e pretende realizar queima de fogos em diversos pontos da península, iluminação especial com tema natalino e abertura de verão marcando o início das atividades.

Municípios vivem incerteza

Diferente das outras cidades, Teresópolis não tem planejamento para a realização da festa de Réveillon este ano. Também na Região Serrana, o município de Nova Friburgo ainda não decidiu se vai promover celebrações de Ano Novo, já que está sob decreto que suspende as atividades relacionadas a eventos com aglomeração de público, dependendo do cenário epidemiológico para definir se haverá ou não festa. Outras cidades menores do interior, também não pensam – por enquanto – em festa de Réveillon.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ciente disso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais