Lente Natural: Anu-branco (Guira guira) - Serra News | RJ

Notícias

27 de mai de 2019

Lente Natural: Anu-branco (Guira guira)


Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Cuculiformes
Família: Cuculidae ( Leach, 1820)
Subfamília: Crotophaginae  (Swainson, 1837)
Espécie: Guira guira (Gmelin, 1788)
Nome em Inglês: Guira Cuckoo
Estado de Conservação: Pouco Preocupante


Vamos falar desta ave que, apesar de lembrar, não é um gavião. O anu-branco tem sua coloração ocre-amarelada, crista despenteada, bicos alaranjados e caudas pretas, com pontas brancas.  As penas de suas asas, na parte superior, são estriadas finamente, e suas penas são escuras.  Não há diferença entre macho e fêmea, mas o individuo jovem possui coloração mais acinzentada.    

Possui ovos muito grandes, que chegam a tingir de 17% a 25% o peso da fêmea. Seus ovos apresentam uma cor verde-marinho e branco e podem ser colocados em ninhos individuais ou coletivos, sendo animais que andam em bando. 

Como esta espécie vive em áreas de campos abertos, apresenta grande dispersão em função da redução de área de  Mata Atlântica, vivendo em campos e lavouras, e migrando pra regiões onde era desconhecida.  Por possuir um voo fraco e vagaroso, é frequentemente atropelado nas estradas. Um fator complicador para sua sobrevivência é o uso de agrotóxicos nas lavouras. Elas se alimentam de insetos considerados pragas à agricultura. O uso indiscriminado de agrotóxicos reduz sua oferta de alimento. Na verdade, o anu-branco poderia ser usado como agente biológico nas lavouras., A sua alimentação é composta, além  de artrópodes, por répteis e anfíbios.

Esta foto de capa foi realizada no município de Cordeiro-RJ, na Área de Proteção Ambiental da Mata do Posto Zootécnico, onde é possível avistá-la com certa frequência, já que é uma ave comum em nossa região. Algumas imagens dispostas no link do Instagram, foram obtidas no município de Cantagalo.

Possui cheiro corporal forte que pode ser percebido por nós, sendo capaz de atrair morcegos que se alimentam de seu sangue. Além disso, gosta de banhar-se na poeira, ficando com suas penas sujas. Como também costumam andar pelo capim molhado da manha, ou após chuva, é comum a poeira ficar grudada em suas asas.  Outro fato curioso é que essa espécie sente muito frio no inverno. Por isso é comum, nessa época, encontrar vários indivíduos, do mesmo bando, amontoados em algum local.

O anu-branco, costuma ser atacado por outras aves, como o suiriri, mas  é inimiga da coruja-buraqueira, além de assustar outras aves como a rolinha. Mas em geral não são agressivos, e não atacam outras aves. Quem pretende observá-los, procure locais de campos, com pequenos arbustos e locais com pedras. É possível que o encontra devorando algo por ai.

Acesse também meu Instagram e meu Facebook!

Nenhum comentário:

Postar um comentário