Tragédia em Brumadinho preocupa especialistas quanto ao Rio Paraíba do Sul - Serra News | RJ

Notícias

1 de fev de 2019

Tragédia em Brumadinho preocupa especialistas quanto ao Rio Paraíba do Sul

Pilha de rejeito em Volta Redonda. (Foto: Divulgação)
A tragédia em Brumadinho (MG) deixou em alerta ambientalistas e pescadores para um possível impacto no Rio Paraíba do Sul. O rio nasce em São Paulo e ainda passa por Minas Gerais e Rio de Janeiro. Segundo o especialista Aristides Soffiati, o Paraíba do Sul já tem sofrido por conta de desastres ambientais nas últimas décadas e está ameaçado por rejeitos de diversas fábricas. 


Uma vistoria nas 29 barragens de água do Estado do Rio de Janeiro apontou que seis apresentam um risco potencial em caso de rompimento. São elas: Gericinó, Juturnaíba, Lago Javary, Rio Imbuí, Saracuruna e Triunfo. Apesar de não serem barragens com resíduos tóxicos, elas levam potenciais riscos ao meio ambiente.

Apesar disso, ainda sim, a maior preocupação é com a montanha de escória de minério de ferro que está a 50 metros do rio em Volta Redonda. O montante acumulado pode atingir o Rio Paraíba do Sul, fonte de abastecimento de 80% dos moradores da região metropolitana e recurso hídrico importantíssimo no interior fluminense.

As irregularidades no depósito de escória de minério, no Sul Fluminense, operado pela multinacional norte-americana Harsco Metals, chamou a atenção do Ministério Público Federal (MPF-VR), que começou a apurar as denúncias de contaminação dos moradores da região. 


“O MPF estuda medidas para responsabilizar a CSN, a Harsco e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), entre as quais, recomendação (para a solução dos problemas); assinatura de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e ação civil pública”, aponta o texto do MPF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário