Em São Fidélis, prefeitura e produtores rurais se previnem contra a estiagem

São Fidélis possui um dos maiores rebanhos bovinos do Rio de Janeiro, mas também é um dos mais prejudicados em tempo de estiagem. A estação seca, que vai de maio a setembro, provoca a morte do gado pela falta de água e alimento. A prevenção nas propriedades rurais ajuda a minimizar os impactos em tempo de falta de chuva.

No auge do verão, quando tende a chover mais, os produtores rurais e a prefeitura, por meio da Secretaria de Agricultura, estão trabalhando na prevenção. Para armazenar mais água, açudes estão sendo abertos. A ideia é acumular mais água para o gado e a produção agrícola.

O apoio da prefeitura tem sido, inicialmente, nas localidades de Palmital, Boa Hora e Santa Catarina. Em breve, todo o município será atendido. 

2014 e 2017

Nos anos de 2014 e 2017 o município viu o gado morrer diante da falta de água e comida. Em 2014, foram cerca de mil cabeças mortas pela estiagem. Outras 100 morreram em 2017. O município decretou estado de emergência nos dois períodos. A queda na produção de leite, uma das atividades mais rentáveis, chegou a 30%.

FONTE: FOLHA ITAOCARENSE

Veja também: