PM realiza apreensões nos bairros São José, Santo Antônio e Felipe João, em Cantagalo - Serra News | RJ

Notícias

4 de dez de 2018

PM realiza apreensões nos bairros São José, Santo Antônio e Felipe João, em Cantagalo


A Polícia Militar divulgou apreensões realizadas em Cantagalo, na Região Serrana, nos últimos dias 28 e 29 de novembro. Ao todo, cinco pessoas foram presas e levadas à 153ª Delegacia Legal. Apreensões ocorreram nos bairros São José, Santo Antônio e Felipe João. 

BAIRRO SANTO ANTÔNIO 
ACUSADO : R.M.T.

No bairro Santo Antônio, a PM foi informada que R.M.T. deixaria seu local de trabalho ao qual seria embaixo da casa da falecida mãe de um elemento já conhecido da equipe policial. Onde o acusado levaria certa quantidade de drogas, pois temia ser encontrada na residência deste elemento, que usava como esconderijo, desde a morte de sua genitora.

Já no local, a guarnição se deparou se com acusado, tendo observado que dentro de sua blusa havia um grande volume, conforme descrito à Polícia. Foi quando acusado desobedeceu a ordem de parada, dando inicio a uma perseguição até chegar em sua residência. Os policiais realizaram buscas no quarto do indivíduo e em revista minuciosa, foi encontrado os seguintes matérias entorpecentes: 02 (dois ) cigarros de maconha e certa quantidade da mesma  substancia. 

Logo após a guarnição procedeu ate a casa do elemento já conhecido da equipe, e que chegando ao local somente seus familiares se encontravam na casa de baixo. Onde na casa de cima encontrava-se uma gaiola de passarinho na janela, podendo concluir que teria alguém no interior da residência, porém não foi autorizada a entrada da equipe policial.  Sendo assim, a equipe policial procedeu a 153º DP conduzindo o acusado, para apresentação do fato.

BAIRRO SÃO JOSÉ
ACUSADO 1 : W.V.S.
ACUSADO 2: N.A.R.
ACUSADO 3: W.S.R.

No bairro São José, três pessoas foram levadas à delegacia: W.V.S., N.A.R. e W.S.R.. Quando em patrulhamento no bairro,  a equipe policial teve a atenção voltada ao W.S.R. que teria  em sua casa, a qual apontada em varias denuncias como reduto de vendas de drogas e que o mesmo teria exibido uma arma de fogo do tipo pistola e que segundo o colaborador, seria uma pistola semelhante a uma GLOCK,  que W.S.R. estaria permitindo que seu sobrinho W.V.S. juntamente com N.A.R. vendesse drogas dentro de sua residência. 

Que diante destas informações teve a atenção voltada para Acusado 3, o qual estava debruçado sobre o muro da casa com um dos braços para dentro pegando um objeto das mãos de Acusado 1 e neste momento quando surpreendido, também foi observado que o Acusado 2 estaria juntamente com Acusado 1 fazendo a receptação de usuários, pois ambos são apontados como associados na venda de drogas no local, durante abordagem. Acusado 1 tentou enfiar um sacolé de maconha na boca,  sendo impedido pela equipe policial. 

Acusado 3  se encontrava próximo ao local da abordagem dizendo que não tem nada a ver com o fato, provaria isso autorizando a entrada em sua residência para buscas, onde foi arrecadada mais  um sacolé  de  maconha. No interior da residência em um dos cômodos da casa foram encontrados: 01 (um) pedaço de madeira talhada semelhante a uma espingarda e 01(uma) réplica de uma arma longa de dois canos, semelhante a uma arma de grosso calibre. Diante dos fatos, a equipe policial procedeu juntamente com os Acusados e todo o material arrecadado a 153 DP para as medidas cabíveis.

BAIRRO FELIPE JOÃO
ACUSADO : G.G.P.

Após denúncia via 190 dando conta de que o Acusado estaria fazendo tráfico de drogas, a Polícia Militar procedeu de imediato incursionando a pé pela parte alta da comunidade, através da mata devido tal localidade ser impossível acessar de outra forma se não a pé. No local a guarnição surpreendeu G.GP., que estava caminhando para o local utilizado para preparar a droga para posterior venda, vindo a abordar o mesmo e após busca pessoal foram encontrados em seu poder 18 (dezoito) pinos contendo pó branco aparentando ser cocaína, 01 (um) pequeno saco plástico contendo a mesmo substancia, 05 (cinco) pinos vazios e 01 (um) tablete de erva seca prensada aparentando ser maconha. 

Após buscas na residência do Acusado foi encontrado um pote de vidro contendo pó branco que o mesmo informou tratar se de fermento em pó que iria misturar ao entorpecente encontrado em sua posse, preencher os pinos vazios e posteriormente vender. Diante dos fatos, a guarnição conduziu G.G.P. e todo o material arrecadado à 153ª DP, onde após a apresentação dos fatos o mesmo permaneceu preso em flagrante por tráfico de drogas.