Agosto já registra chuva acima da média no Interior Fluminense

Foto: Divulgação

O mês de agosto mal começou e a região Sudeste já registra acumulados de chuva acima do normal para o mês inteiro em algumas áreas do centro e leste de São Paulo, interior do Rio de Janeiro e centro-sul de Minas Gerais. É o caso de cidades paulistas como Campinas, Piracicaba, Americana e Campos do Jordão, as mineiras Belo Horizonte, Varginha e Juiz de Fora e as do norte fluminense Campos dos Goytacazes e Macaé.


Para os agricultores e ambientalistas, a chuva de agosto está sendo muito mais que bem-vinda: atípica e generosa. Em vários municípios o acumulado de chuva nos últimos sete dias já ultrapassou a média do mês. Nas últimas 24h foram registrados acumulados de 44,4mm em Cantagalo, 30mm em Cordeiro (Jardim de Alah), 23,4mm em Santo Antônio de Pádua, 17,2mm em São Sebastião do Alto, 15,4mm em Cambuci, 13mm em São José de Ubá, 12,5mm em Aperibé e 12mm em São Fidélis, no Interior Fluminense. 

A chuva no Sudeste do país se forma após o enfraquecimento de um bloqueio atmosférico no Oceano Pacífico na virada de julho para agosto, que voltou a permitir que a umidade avançasse mais sobre a região. Contudo, as precipitações ainda não conseguiram alcançar o norte de Minas Gerais e do estado de São Paulo, por exemplo, que seguiram com tempo firme.

Nos próximos dias a chuva migra aos poucos pelo Sudeste e deve se afastar completamente na quinta-feira (09/08). Logo após o ar seco vai voltar a predominar e a temperatura também começa a subir novamente. A previsão é de que novas chuvas retornem à divisa de São Paulo com o Paraná apenas na virada da primeira para a segunda quinzena de agosto, mas mesmo assim áreas do interior do Sudeste seguem com tempo firme.

Veja também: