Rio Paraíba do Sul alaga São Sebastião do Paraíba e Porto Marinho

Rio Paraíba do Sul alaga São Sebastião do Paraíba e Porto Marinho
Estádio do Paraíba Futebol Clube – Centro
São Sebastião do Paraíba – De forma impressionante, o Rio Paraíba do Sul, que estava com o nível crítico há 3 meses por conta da estiagem, apresentou o ponto mais alto desde 10 de janeiro de 2012, quando houve a última enchente. Várias cidades e localidades da região Centro Norte Fluminense foram inundadas, inclusive, o distrito de São Sebastião do Paraíba e Porto Marinho, em Cantagalo

O Paraíba do Sul começou a subir rapidamente pela manhã de sábado (16) em São Sebastião do Paraíba. Por volta das 13 horas, a água já não escoava para o afluente e voltava pelos boeiros, começando alagar alguns quintais e pontos. Após informações de que o distrito acima de Porto Velho, em Carmo, havia sido completamente inundado e também que a Usina Light tinha aberto as comportas, os moradores foram avisados antecipadamente e começaram a levantar seus  pertences dentro de suas residências.

— Assim que recebi a informação via Whatsapp, peguei a moto e passei buzinando várias vezes até os moradores aparecerem, assim falava o que havia acontecido e para todos ficarem em alerta. Levamos alguns móveis para a Quadra de Esportes com ajuda do caminhão da Prefeitura de Cantagalo — conta Iago Guimarães.
Por volta das 17 horas, a água do Paraíba do Sul nivelou com as ruas e começou invadir completamente as casas ribeirinhas e baixas, tapando inteiramente a popular Praça do Morcego (onde se localiza o parque infantil). Moradores que tiveram suas casas inundadas foram transferidos para o Ginásio Poliesportivo, onde dormiram. Por volta da 00 hora, a correnteza era muito forte e o acesso às residencias somente com barcos e canoas. 

 

Ponto central de Porto Marinho

Porto Marinho – A localidade de Porto Marinho também sofreu os reflexos da cheia do Paraíba do Sul. A água chegou entrar na escola municipal, no posto de saúde e na centenária igreja da comunidade. No domingo (17) pela manhã, o nível do rio começou a baixar e, por volta das 19 horas, já voltava para seu leito esvaziando ruas, estabelecimentos e casas.

A passagem de São Sebastião do Paraíba para Porto Marinho ficou impedida  devido a água ter invadido toda a estrada. Agricultores e pecuaristas tiveram que ir a pé para o trabalho, utilizando um atalho alternativo. Ninguém ficou ferido na enchente. Para se ter dimensão do problema, quem conhece o distrito, a água chegou próximo ao Posto de Saúde e invadiu quatro estabelecimentos comerciais.

Rua Patápio Silva – Itaocara

Itaocara – O nível do Rio Paraíba do Sul chegou aos 5,90m, cerca de 50cm acima da cota de transbordo, de acordo com a Guarda Civil de Itaocara. Entretanto, na Rua Patápio Silva e São José o nível de água chegou a quase 1m de profundidade. A mesma situação aconteceu no Jardim da Aldeia, onde um carro ficou submerso.


Dos seis distritos de Itaocara, pelo menos quatro foram atingidos pela enchente: Laranjais (população ribeirinha), Batatal, Itaocara (Sede) e Portela, sendo estes três últimos tendo casas alagadas na área urbana. Os bairros Jardim da Aldeia, Caxias, Centro e Sobradinho, além do loteamento Bom Vale foram afetados.

Porto das Barcas – Aperibé

Aperibé – Já pela madrugada do domingo (17), a água invadiu diversas casas no Porto das Barcas, em Aperibé. Cerca de 70 famílias foram diretamente afetadas e tiveram que erguer os pertences. Enquanto isso do outro lado da margem, em Itaocara, uma pequena casa de dois cômodos construída na ilha foi arrastada pela correnteza, segundo autoridades locais. O imóvel era usado para lazer e não havia ninguém no momento.

Parque de Exposição Sindicato Rural – Além Paraíba

Além Paraíba – No município mineiro de Além Paraíba, a vazão das águas do Rio Paraíba do Sul chegou a mais 3.000 metros cúbicos por segundo. Além das casas, bairros inteiros e o comércio no centro da cidade foram inundados. O Parque de Exposição onde acontece anualmente a Fexpo Além Paraíba, ficou completamente alagado. Os danos não foram contabilizados. 

Usina Light – Porto Velho/ Carmo

Carmo – De acordo com a Defesa Civil de Carmo, várias casas e bairros também foram alagados com a enchente do Rio Paraíba do Sul. Os distritos de Porto Velho do Cunha e Influência foram os mais atingidos, já que em Porto Velho, abaixo da praça central, os primeiros andares foram tomados pela água. A população permanece em estado de alerta. 

Veja também: